Bebidas gaseificadas: naturais x artificiais

A maioria das bebidas gaseificadas encontradas no mercado, passa por um processo industrial artificial, onde o CO2 é misturado à água e juntos passam por um aparelho chamado carbonizador. Logo depois, quando o CO2 é dissolvido pela água, dando origem ao ácido carbônico (H2CO3) que possui forma líquida, é adicionado à mistura algum tipo de xarope para dar cor e sabor à bebida.

Em contrapartida, bebidas gaseificadas naturalmente pela fermentação de microrganismos benéficos à saúde, vêm ganhando destaque. Afinal, se trata da produção de CO2 pelo consumo de açúcares presentes em sua matriz, gerando, desta forma, uma bebida saudável para o indivíduo. Pois, o consumo desses açúcares pelos microrganismos benéficos, além de produzirem CO2, regulam a acidez do produto, e por sua vez, esta mesma acidez, atua como conservante natural da bebida. Sendo assim, não se faz necessária a adição de acidulantes e conservantes sintéticos ao produto.

CARACTERÍSTICAS DAS BEBIDAS GASEIFICADAS ARTIFICIALMENTE:

  • Concentração elevada de açúcar pela adição do xarope;
  • Alto teor de conservantes sintéticos;
  • Acidulantes sintéticos em grandes quantidades;
  • Sensação borbulhante e refrescância.

Exemplo: Refrigerantes.

CARACTERÍSTICAS DAS BEBIDAS GASEIFICADAS NATURALMENTE:

  • Concentração baixa de açúcar devido a fermentação pelos microrganismos;
  • Livre de conservantes sintéticos;
  • Isento de acidulantes sintéticos;
  • Sensação borbulhante e refrescância.

Exemplo: Kefir de Frutas e Kombucha.

Conheça outros produtos da BioLogicus

A única semelhança entre essas bebidas, é a sensação borbulhante e refrescante, tendo em vista que o CO2 está presente em ambas e, geralmente, são consumidas geladas. Contudo, as bebidas gaseificadas naturalmente, trazem consigo, além dessa refrescância borbulhante, todos os demais benefícios dos microrganismos responsáveis pelo consumo dos açúcares nas mesmas.

QUAL A IMPORTÂNCIA DO CO2 PARA A SAÚDE?

  • Regula o equilíbrio ácido-básico do sangue;
  • Aumenta a elasticidade e resistência intestinal;
  • Regula o excesso de basicidade na urina;
  • Estimula a produção de suco gástrico;
  • Estimula a excitação biliar.

As bebidas gaseificadas naturalmente, são uma alternativa saudável para a ingestão de CO2, devido seu baixo teor de açúcar, a ausência de várias substâncias sintéticas prejudiciais ao organismo do indivíduo, bem como aos microrganismos presentes nas mesmas.

Se liga!

Pensou refrescância? Pensou sensação borbulhante?

Lembre-se do kefir de frutas e/ou da kombucha, alternativas saudáveis aos refrigerantes.

Veja outros artigos sobre como regular a microbiota intestinal em 7 passos

 

2 comentários em “Bebidas gaseificadas: naturais x artificiais”

Deixe um comentário