INTESTINO – NELE HABITAM ANJOS E DEMÔNIOS

Você sabia que no seu intestino habitam anjos e demônios?

Já ouviram falar e/ou viram o mosaico de Escher, anjos e demônios?

Escher intestino

Pois bem, este mosaico pode representar o intestino quando a sua microbiota se encontra em equilíbrio.

Vamo entender?

Então vamos nessa!

O INTESTINO E SUA MICROBIOTA

No corpo humano encontra-se grande quantidade de microrganismos, os quais se distribuem em diferentes órgãos e tecidos, podendo-se encontrar dez vezes mais células microbianas que células humanas. A distribuição dos microrganismos depende de vários fatores, tais como: umidade, acidez, temperatura bem como disponibilidade de nutrientes. Esses microrganismos influenciam o sistema imunológico, a resistência aos patógenos e o aproveitamento dos alimentos (GONÇALVES, 2014).

Assim sendo, os diferentes microrganismos componentes da microbiota humana exercem funções importantes e fundamentais para a saúde.

Na microbiota humana os microrganismos podem ser mutualistas, comensais assim também oportunistas. Mutualistas são os microrganismos que protegem o hospedeiro, pois produzem nutrientes importantes e colaboram para o crescimento e desenvolvimento do sistema imunológico. Comensais são os microrganismos que mantêm associações sem benefícios ou malefícios detectáveis, sendo estas associações neutras. Em contrapartida, oportunistas são os microrganismos que causam doenças em indivíduos com algum desequilíbrio imunológico.

Então, alguns organismos da microbiota normal podem ser patógenos oportunistas, ou  seja causam infecções se ocorrer danos teciduais em sítios corpóreos específicos ou se a resistência do corpo à infecção é diminuída.

MICRORGANISMOS BENÉFICOS

Quando você estimula o crescimento dos microrganismos benéficos no intestino, estes conseguem manter sob controle o crescimento dos microrganismos patógenos oportunistas. Sendo assim, uma vez em equilíbrio, o indivíduo continuará gozando de uma boa saúde.

Para tanto, é importante ficar atento aos fatores que podem auxiliar este equilíbrio.

  • Não fazer uso de antibióticos indiscriminadamente;
  • Ter uma dieta rica em fibras;

Além dos citados acima, atualmente, o uso de alimentos probióticos tem sido bastante difundido, quando se fala em manutenção e equilíbrio da microbiota intestinal. Os probióticos, são microrganismos benéficos que quando ingeridos de maneira regular, auxiliam no fortalecimento do sistema imune.

Leia também: BACTÉRIAS BENÉFICAS – CONHEÇA ALGUMAS

PATÓGENOS OPORTUNISTAS

O organismo humano dispõe de mecanismos de defesa contra a patogênese bacteriana decorrente da microbiota humana. Porém, alguns microrganismos podem agir como oportunistas, sendo assim, a microbiota constitui-se em reservatório de bactérias patogênicas e estas podem invadir os tecidos do hospedeiro causando doenças graves, mas apenas no caso de imunodeficiência transitória ou persistente (CÂNDIDO; TUNON; CARNEIRO, 2009).

intestino

Como exemplo de microrganismos patógenos oportunistas, podemos citar o a E. coli e a Candida albicans. As duas fazem parte da microbiota normal do homem. Contudo, quando ocorre algum desequilíbrio, elas causam doenças.

Como no mosaico de Escher, em nosso intestino habitam anjos e demônios. É importante mantê-los em equilíbrio.

Cuide da sua microbiota, o resto virá naturalmente.

VISITE NOSSO SITE E CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS!

Deixe um comentário