PROBIÓTICOS E BOM HUMOR

Probióticos e bom humor? Que associação é essa?

Vamos tentar esclarecer!

O nosso microbioma afeta o nosso humor. De que forma? O nosso alimento interage com os trilhões de células microbianas, chamadas coletivamente de nosso microbioma.

Sabe-se que 95% da serotonina de nosso corpo, o chamado hormônio da felicidade, é produzida nos intestinos, sendo um dos principais neurotransmissores que mediam a depressão.

Por isso não é surpresa que o que entra em nossos intestinos pode afetar nossas emoções.

PROBIÓTICOS E BOM HUMOR

Acredita-se que seja por meio dos metabólitos produzidos pelos microrganismos, os quais entram na corrente sanguínea ou no sistema nervoso e viajam até o nosso cérebro, influenciando o modo como os neurônios se comunicam, inclusive sinalizando células nos intestinos para aumentar ou diminuir compostos como a serotonina.

Ainda não se conhece completamente quais tipos de substâncias alimentam esses probióticos. Assim também, quais os probióticos que produzem esses metabólitos que fazem nosso cérebro se sentir melhor, nos proporcionando o bom humor.

Alguns cientistas identificaram alguns tipos de bactérias que provavelmente produzem bons metabólitos, no entanto, existem centenas e possivelmente milhares de cepas bacterianas em nossos intestinos ainda não bem estudadas. Se pudéssemos mapear as combinações específicas de bactérias e metabólitos que reduzem a ansiedade e a depressão, estaríamos um passo mais perto de criar dietas personalizadas para nossos cérebros.

Leia também: KEFIR – FORTE ALIADO CONTRA O MAU HUMOR

ALIMENTAÇÃO DOS ÚLTIMOS ANOS

Wallace e Milev (2017), em sua revisão sobre probióticos e depressão fala que ao  longo de dezenas de milhares de anos, nossos corpos evoluíram em harmonia com a microbiota em nossos intestinos para funcionar de maneira ideal com os alimentos que comemos. Durante milênios, nos alimentamos de uma dieta baseada principalmente em vegetais e carne magra. Mas nos últimos anos tem havido “mudanças profundas nos tipos de alimentos que ingerimos”, particularmente na quantidade reduzida de vegetais e maior quantidade de açúcar.

Hoje em dia, a alimentação nossa, principalmente dos países do Ocidente, é bem diferente da época de nossos avós. Assim, deveríamos estudar olhando para a alimentação dos nossos ancestrais para restaurar o equilíbrio de nossos corpos e cérebros.

Probióticos como Kefir em sua dieta certamente ajudam na boa saúde geral. Incluindo humor e o tratamento de transtornos depressivos também.

ANTIDEPRESS00IVOS

Atualmente, a maioria dos antidepressivos funcionam alterando a atividade dos neurotransmissores no cérebro para melhorar.

Entretanto, na última década, a pesquisa revelou uma extensa rede de comunicação bidirecional entre o trato gastrointestinal e o sistema nervoso central, chamada de “eixo intestino-cérebro”. Os avanços nesse campo ligaram os transtornos psiquiátricos às mudanças no microbioma, tornando-se um alvo potencial para novos tratamentos antidepressivos.

A descoberta desse eixo intestino-cérebro, juntamente com os resultados dos estudos pré-clínicos e clínicos, sugerem que a microbiota intestinal e o uso de probióticos podem ser úteis no alívio de sintomas depressivos.

Não é à toa que o Kefir real em sua palavra original Keif significa “sentir-se bem”. Essa bebida evoca, na maioria das pessoas, o Cáucaso e seus habitantes. Pois, apesar de sua idade avançada, conservam todas suas aptidões psíquicas e físicas, além do excelente estado de humor.

Probióticos e bom humor. O que você está esperando para inserir esses microrganismos do bem em sua dieta e melhorar o seu humor?

VISITE NOSSO SITE E CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS!

Deixe um comentário